Radar Guaíra - Sua fonte de notícias na cidade de Guaíra PR.

Segunda-feira, 22 de Julho de 2024

Geral

Paraná e Santa Catarina estudam soluções para as cheias do Rio Iguaçu

rio iguaçu

Radar Guaíra
Por Radar Guaíra
/ 2 acessos
Paraná e Santa Catarina estudam soluções para as cheias do Rio Iguaçu
Foto: Prefeitura de União da Vitória
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Os governos do Paraná e Santa Catarina criaram um grupo de trabalho para estudar as melhores formas de minimizar os efeitos das cheias do Rio Iguaçu, que afetam os dois estados. 

O grupo vai envolver os técnicos do Instituto Água e Terra (IAT) do Paraná e do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA).

No mês de outubro, as chuvas intensas elevaram o nível do rio em diferentes pontos, causando estragos em diversas cidades, sendo que União da Vitória, no sul do Paraná, foi a mais prejudicada, com cerca de 40% da área da cidade alagada. 

Leia Também:

O município vizinho de Porto União, já no estado de Santa Catarina, também teve problemas com a cheia, com vários moradores desabrigados.

Há três semanas, técnicos do IAT fizeram uma inspeção terrestre e aérea dos locais atingidos pela enchente em União da Vitória. 

As informações estão amparando a publicação do Termo de Referência que vai permitir a contratação da empresa responsável por apontar o caminho mais viável para a obra de contenção das cheias no município. 

A cheia já dura cerca de 40 dias e ainda deixa pessoas desabrigadas.

Um levantamento feito pela Defesa Civil mostra que, de 1º de outubro a 1º de novembro, 157 cidades foram atingidas pelas chuvas em todo o Estado, sendo que 96 estão em situação de emergência e 16 em situação de calamidade pública. 

Até 1º de novembro, o prejuízo total estimado, incluindo perdas no setor público e privado, foi de R$ 829,6 milhões.

A reunião de criação do grupo de trabalho foi nesta segunda-feira, no Palácio Iguaçu, com a presença dos governadores do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, e de Santa Catarina, Jorginho Melo. 

Estiveram na reunião com os governadores os prefeitos de União da Vitória, Bachir Abbas, e de Porto União, Eliseu Mibach, além de empresários, que relataram as dificuldades em retomar as atividades com a demora para o nível da água do rio baixar.

FONTE/CRÉDITOS: AEN
Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )